O Ministério da Saúde vai REAJUSTAR o Piso Nacional dos ACS e ACE? Veja:

Jornal dos ACS e ACE
Publicado em: 18 de janeiro de 2017 - Visto 1222 vezes.
Langues / Languages:
  • Português
  • English
  • Français

  • O Ministério da Saúde vai REAJUSTAR o Piso Nacional dos ACS e ACE? Veja:

    A matéria de hoje é para tirar uma dúvida que foi implantada por um blog que está publicando incansavelmente uma matéria  dizendo que o Ministério da Saúde pode reajustar o Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Combate às Endemias através de uma portaria qualquer.
    Segundo esse blog, isso é possível por causa de um texto publicado no art. 8º do Decreto de Lei nº 8.474, de 22 de Junho de 2015, que regulamenta o Piso Nacional dos ACS e ACE.
    Agora vamos explicar porque ISSO NÃO É VERDADE:
    O Ministério da Saúde pode até publicar uma portaria e com isso reajustar, ou até dobrar o valor do repasse da assistência financeira complementar para os municípios. Exemplo: Reajustando o valor de R$ 1.014,00 para R$ 2.028,00. Porém mesmo que isso aconteça os municípios não terão nenhuma obrigatoriedade de repassar esta verba para os profissionais, pois a Lei 12.994, 17 de junho de 2014 que criou o Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, definiu o valor do piso nacional dos ACS e ACE em R$ 1.014,00.

    Então esclarecemos que para alterar a Lei 12.994, O Congresso Nacional deve aprovar e o Presidente da República publicar uma NOVA LEI para definir os novos valores para o Piso Nacional.

    Veja um vídeo explicativo abaixo:


    Esse vídeo foi gravado e publicado pelo Agente de Saúde Ivando Antunes, dono do blog ivandoagentedesaude.blogspot.com.br em seu canal do Youtube.
    Deixe a sua opinião nos comentários.

    Sending
    Nota de visitantes:
    0 (0 voto)
    Nota com comentários: 0 (0 votos)

    Sobre o autor:

    Esse post foi publicado em 18 de janeiro de 2017 por Alexandre Santos.
    Blogueiro desde 2009 - Programador - Amante da tecnologia e internet.
    #COMPARTILHE:
    .

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Sending