Revisão da Política Nacional da AB EXTINGUE os cargos de ACS e ACE

Jornal dos ACS e ACE
Publicado em: 1 de novembro de 2016 - Visto 1689 vezes.
Langues / Languages:
  • Português
  • English
  • Français

  • Revisão da Política Nacional da AB EXTINGUE os cargos de ACS e ACE

    Acabou de acontecer em Brasilia o  VII Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica que tratou dos assuntos sobre a revisão da PNAB.
    Nesse fórum foram apontadas medidas drásticas na Política Nacional da Atenção básica e uma delas é a extinção do Agente Comunitário de Saúde e do Agente de Combate às Endemias – que seriam unificados em um único profissional.
    A extinção dos cargos e a criação de um novo profissional visaria integrar a Atenção Básica e Vigilância Sanitária, mas na verdade a medida vai mesmo é cortar os custos já que prevê criação de um outro profissional barato, que faça tudo ao mesmo tempo e sem qualquer direitos que já foram conquistados pelas categorias de ACS e ACE como o Piso nacional, a campanha de valorização, formação continuada e etc.
    Leia abaixo o eixo “Gestão da Atenção Básica”, do documento que fala sobre esse processo de EXTINÇÃO:

    Eixo 1: Gestão da Atenção Básica
    Território, Composição de equipes e Gestão do trabalho
    (Rodadas 1 e 2)
    A gestão do trabalho e a composição de equipes são temas sensíveis para a melhoria da qualidade dos serviços de saúde oferecidos no âmbito da Atenção Básica.
    Nas discussões do VII Fórum apareceram as seguintes questões: Reconhecimento da necessidade de diversificação e ampliação de possibilidades de composição das equipes mínimas da Estratégia de Saúde da Família e com financiamentos diferenciados de acordo com os tipos de profissionais e relacionando eles aos serviços de saúde ofertados nos territórios.
    Estabelecimento de competências para os profissionais das equipes da Atenção Básica.
    Apoio técnico aos municípios de pequeno porte.
    Definição e aprimoramento da Carta de Serviços da Atenção Básica.
    Considerar a transformar os ACS e ACE em um único Agente de Saúde, vinculado a equipe de Atenção Básica, integrando as atribuições dos dois agentes com a unificação do território da Atenção Básica e Vigilância Sanitária.
    Diferenciação regimes de trabalho, carga horária e vínculo dos trabalhadores de acordo com as demandas dos serviços a partir das características do território adiscrito. Criação de modalidades de Equipes.
    Tipo I básico (a equipe mínima), Tipo II com acréscimo de outros profissionais a partir de uma lista (como a que existe no NASF) além da equipe mínima com base na análise do território.
    A Gestão do Trabalho por competências dos profissionais na Atenção Básica fortalecendo o trabalho em equipe e o cuidado no território. A equipe de saúde bucal precisa compor a equipe mínima.
    A quantidade de pessoas cobertas deve estar correlacionada com a necessidade sanitária do território.

    Se quiser, Clique aqui e veja o que a Presidente da CONACS fala sobre isso.

    Está na cara que essas medidas prejudicarão a todos.

    Não podemos ficar calado diante da destruição do modelo do Sistema Único de Saúde.

    Daqui a pouco aparecerão com propostas cada vez mais descabidas até que quando você menos esperar,  vai se deparar com a EXTINÇÃO do próprio SUS.

    Sending
    Nota de visitantes:
    0 (0 voto)
    Nota com comentários: 0 (0 votos)

    Sobre o autor:

    Esse post foi publicado em 1 de novembro de 2016 por Alexandre Santos.
    Blogueiro desde 2009 - Programador - Amante da tecnologia e internet.
    Tags: , , ,
    #COMPARTILHE:
    .

    O que os leitores dizem:

    1. Robson Vieira disse:

      São Paulo anulou os votos e subiu o Dória ao poder… não adianta. Corrupção não diferencia entre os candidatos. Todos são corruptos. Portanto vote em quem tem histórico de defesa do SUS e dos direitos sociais garantidos com muita luta e sangue. Não anule! Vote em quem tem o histórico de te defender!

    2. ranaildo santana disse:

      E lamentavel. Um bucado de bandido.sentado nas cadeitas so nos projidicando.nos trabalhadores.mas ta vindo as eleicoes jente facam como eu ja tem 03eleicoes que eu anulo todos os votos.

    3. Maria Luiza disse:

      Os maiores gastos são com estes políticos corruptos que se fala só em milhões para o bolso e luxos deles. Deveriam acabar é com auxílio moradia, paletó, viagem etc. Eles já ganham o suficiente para suprir seus gastos e não precisam de auxílio não. Quem precisa de auxílio são as escolas e principalmente a saúde. Sem falar na segurança. Os brasileiros têm que cair na real, só o pobres que estão pagando o pato. Não se vê falar que vai abaixar os salários de políticos etc. Para eles só se vê falar em aumento.E o presidente fala em cortar gastos dos menos favorecidos? PÁRA BRASIL ACORDA!!!!! Nos países desenvolvidos se vê sim os políticos corruptos sendo mortos ou presos mas presos mesmo não essa safadeza que se vê aqui com mordomias.

    4. Anaides disse:

      A falta de respeito é grande . Mais ninguém falar em baixar os impostos , da forma que somos sugados deveriam era devolver nossos direitos

    5. Aldemir disse:

      Quando se tem só corrupto no poder, so podemos esperar merda destes corruptos.

    6. Ana Cristina Conceição da Silva disse:

      Precisarmos nos unir contra um absurdo desses,o agente é importante para comunidade,é o elo. Querem mesmo é acabar com atenção básica,de qualidade.
      Precisamos fazer algo para nos fortalece.

    7. Ana Cristina Conceição da Silva disse:

      Precisarmos nos unir contra um absurdo desses,o agente é importante para comunidade,é o elo. Querem mesmo é acabar com atenção básica,de qualidade.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Sending